*Cimeira G7 – Se a Farinha é Pouca, meu Pirão Primeiro

Por villorBlue:

Foto:  Reprodução/Instagram Angela Merkel

“Eles nos veem como um cofrinho, todo mundo quer tirar um pouquinho” (palavras de Donald Trump ao final da reunião do G7 no Canadá. Com a Russia seriam o G7+1, porém Putin se recusou a ir, mesmo após Donald ter pedido encarecidamente pela presença dele – tradução livre ).

Alegando ter reunião com o líder da Coréia do Norte, Kim Jong-un, o alaranjado gestor estadunidense saiu mais cedo da reunião.

A cimeira do G20 do ano passado, teve um desfecho violento com ativistas contra e provocando o caos em Hamburgo e outras cidades alemãs.

Milhares protestam em Hamburgo nas vésperas do G20

Foto: Milhares protestam em Hamburgo nas vésperas do G20

Ao analisarmos a foto abaixo (pelo alinhamento, pelas expressões e pelo comportamento dos presentes), podemos tirar algumas conclusões:

images (16)

Angela, Macron, Conte e por incrível que pareça, Trudeau de um lado, Trump e Shinzo Abe do outro. As figuras da direita de braços cruzados, indica, fechados para negociação, a esquerda (Euro e Canadá) indo para cima, até certo ponto agressivamente.

g7

Foto: Yves Herman/Reuters)

Na pauta principal do encontro, o protecionismo nacionalista neoliberal, todos taxando tudo e tentando proteger suas industrias internas, em muitos casos nem industrias nacionais são, porém geram empregos instaladas em seus países.

O Canadá, – sempre um lambe botas dos EUA -, agora se vira contra a águia do norte, – algumas de suas companhias multinacionais estão enraizadas no território brasileiro -. Ao taxar o alumínio e o ferro, os EUA inviabilizaram, ou melhor, dificultaram a exportação do minério para o Estados Unidos, como consequência, o Canadá deixa de faturar os royalties deste minério e de outros, perdeu receita, mesmo que algumas minas destes minérios se encontrem em outros países, – como o Brasil por exemplo -.

Agora, a reunião do G7 começou com a tensão causada pelas taxas aduaneiras dos EUA e acabou com um grande racha entre a zona do Euro e o Canadá e de outro lado o EUA e o Japão. Logo após abandonar a conferência, o presidente dos Estados Unidos recorreu ao Twitter e mandou:

Based on Justin’s false statements at his news conference, and the fact that Canada is charging massive Tariffs to our U.S. farmers, workers and companies, I have instructed our U.S. Reps not to endorse the Communique as we look at Tariffs on automobiles flooding the U.S. Market!

O solitário representante dos EUA

Foto: O solitário Trump abandona a reunião mais cedo.

A afirmação inicial de Donald tem 50% de verdade e 50% de mentira. Nós os vemos (os ditos superiores, brancos e suprematas) como a um cofrinho realmente, porém, não um cofrinho aberto para qualquer um que queria levar algum, e sim,  ao contrario, um cofrinho que vive de arrecadar um maldito, obscuro e não oficial imposto sobre todas as nações do segundo e terceiro mundo. E estes países exploradores, atualmente, com suas economias indo ao fundo do posso, se desesperam e descartam todos os seus velhos aliados ao redor do planeta.

Um velho adagio brasileiro serve bem como desfecho desta reunião:

Se a farinha é pouca, meu pirão primeiro“.

Leia também: Alemanha acusa Trump de “destruir a confiança” sobre cimeira com um ‘tweet’

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.