*CIA, uma Incubadora de Monstruosidades

cia

Em 26 de julho de 1947, Harry S. Truman, presidente dos Estados Unidos, assinou a Lei de Segurança Nacional que deu vida à CIA. A Central Intelligence Agency ou Central Intelligence Agency, herdeira do Escritório de Serviços Estratégicos (OSS), começou a se organizar para combater a Itália, a Alemanha e o Japão durante a Segunda Guerra Mundial.

A CIA, com cerca de 16 mil funcionários e sede em um complexo de 104 hectares perto do rio Potomac, em Langley, Virginia, tinha a tarefa de coleta e análise de informações sobre os inimigos externos dos Estados Unidos e, assim, permitir que o; presidente/Pentágono/Congresso abordem ameaças presentes e potenciais.

Embora a estrutura legal estabeleça que a atividade de inteligência da CIA deve ser “oportuna, objetiva, independente de considerações políticas e baseada nas fontes da comunidade de inteligência”, é ingênuo aceitar que a estratégia de inteligência dos EUA . no mundo real é apolítico, já que desde sua fundação, a CIA ultrapassou seus próprios limites e desenvolveu operações clandestinas tendentes a modificar as políticas internas de outros países, de acordo com os interesses e a segurança dos Estados Unidos.

A CIA está envolvida nas políticas mais escuras, ações e manobras contra os líderes, organizações e instituições que interferem com os interesses do império, violando toda regra ética, jurídica que rege as relações políticas e econômicas internacionais diplomáticas. Por sua vez, um longo histórico de corrupção, ações ilegais, denúncias e descrédito estão associados a este serviço de inteligência e seus principais líderes.

Tortura e prisões ilegais

Em 2006, organizações internacionais acusaram a CIA de usar aeroportos europeus para transportar prisioneiros para suas prisões e de ter várias prisões secretas ilegais em toda a Europa, onde havia pessoas que foram torturadas. Na mesma linha, a tolerância ou colaboração de vários governos, como a Hungria e a Espanha, contra esses eventos foi denunciada.

Um relatório do Parlamento Europeu confirmou, em 2006, que a CIA foi “directamente responsável pelo sequestro, transferência, sequestro e detenção de suspeitos de terrorismo” na Europa. No mesmo ano, após a revelação do Presidente George Bush de que existem centros secretos para suspeitos de terrorismo, os deputados pediram esclarecimentos sobre o possível envolvimento dos governos da União Europeia (UE) na detenção e transferência de prisioneiros parte da CIA, assim como se houvesse prisões deste tipo em território comunitário.

Finalmente, em 2007, Dick Marty, o senador suíço que investigava do Conselho da Europa as atividades ilegais da CIA depois dos ataques de 11-S, emitiu seu segundo relatório, no qual se considerou provado que Polônia e Romênia abrigaram centros ilegais da agência americana entre 2003 e 2005, onde supostos terroristas islâmicos foram submetidos a técnicas de interrogatório “equivalentes à tortura”.

Numerosos jornalistas e meios de comunicação em todo o mundo fizeram acusações sobre os Estados Unidos. e, especificamente, sobre a CIA violar as Convenções de Genebra recorrendo à tortura.

Em fevereiro de 2009, o presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, nomeou o economista Leon Panetta como diretor interino da Agência. Sobre os responsáveis ​​por torturar a agência, Panetta disse que defenderia os oficiais que “fizeram o que seu país lhes pediu para fazer”.

Abaixo, como exemplo, um breve resumo das ações terroristas da CIA na América Latina e no Caribe:

estatísticas de aplicativos no MERCADO DA ÁSIA

Leia na íntegra: La CIA, una incubadora de monstruos

Leia também: Tribunal Europeu condena a Lituânia e a Romênia por serem cúmplices da CIA

*As Hidras Contemporâneas – Por villorBlue

Imagem O livro das Mitologias Hidra de Lerna

Imagem: O livro das Mitologias: Hidra de Lerna

As hidras atuais podem não ter a aparência da hidra da mitologia, um ser amedrontador, com várias cabeças e por este motivo, difícil de ser combatida.

As hidras hoje em dia, nos aparecem como conglomerados, se posicionando acima das leis, das pessoas, de tudo e de todos.

É o grande capital, agora em forma de um neo feudalismo, parecendo regionais, porém sendo abarcador, de pessoas e de coisas.

Gráfico, os acionistas brasileiros da Vale são minoria

Não levam em conta o sofrimento de seres humanos, flora ou fauna, destroem tudo sem nenhum sentimento, em suas loucuras profanas em busca do vil metal.

No estado do Para, Brasil, mais precisamente em Barcarena região metropolitana de Belém, nunca uma destas hidras mostrou sua cara tão ostensivamente em um um desastre ecológico.

Refinaria Hydro Alunorte - Reprodução TV Brasil

Refinaria Hydro Alunorte – Reprodução/TV Brasil

São as hidras contemporâneas emporcalhando o planeta sem se importar com a população migrante ou as populações autóctones, nos passando a impressão que o plano seria este mesmo; a erradicação destas populações inteiras.

O mais cínico nesta história é que em seus países de origens, estas transnacionais são higienicamente limpas, totalmente eugênicas.

Leia mais: Barcarena, cidade contaminada

 

*Reality Show – Por villorBlue

Os Reality Show são telenovelas com script e tudo mais pertinentes a uma má história.

Sua composição incluem começo, meio e fim. Por trás destes mega programas, existe uma estrutura descomunal, são patrocinadores a indicar qual caminho a seguir a partir das diretrizes dos departamentos de marketing e dos sociólogos burgueses a soldo do capital, departamentos comerciais vários acompanhando as pesquisas e nós, os telespectadores passivos também somos parte deste grande laboratório, analisam nossos votos e nossos comentários, extraem utilizando um “louco” algorítimo, tentam entender qual a nossa reação e eventual manipulação para fins do mercado.

Tudo nestes programas tem diretrizes e metas a serem seguidas. Nada foge aos controles de seus diretores.

Os participantes, antes de selecionados para os tais, assinam contratos de subserviência e se descumprirem fatalmente sentirão a força da palmatória da lei em suas costas.

Assim, seus participantes são os grandes “ratinhos de laboratórios”, ávidos por conquistar seus grandes queijos, ou grandes prêmios ao final da jornada.

Não raro, em provas destas “novelas”, algumas marcas são exibidas por 12, 24, 48 horas ou mais, nos levando a lembrar do sistema nazista de persuasão “uma mentira mil vezes contada!!!”.

O que me faz aprender sobre o que o brasileiro atualmente pensa sobre tudo (e isso quer dizer sobre nada, ou sobre bem pouco), são os comentários sobre as novelas, realities ou não dos passivos assistentes destes tipos de programas.

Os programas mostram o que já esperamos deles. Diferentes das chamadas “telenovelas”, os “realities” não tem artistas contratados, ou muito conhecidos, quando muito, tem seguidores nas redes ou algum decadente da mídia querendo se reerguer. Nem autores afamados, os autores são técnicos e camuflados.

Dia destes, um amigo enviou-me um trecho de um vídeo de uma apresentadora de programas de fofocas (propositalmente, estes programas infestaram todos os canais massivos de comunicação) do canal “Rede TV” comentando o final de alguma telenovela que havia terminado recentemente na rede Globo.

Nesta novela, pasmem, o autor trazia cena onde uma personagem findava num hospital psiquiátrico e tomava eletrochoques na cabeça para fazer tratamento mental.

O que mais horrorizou foi a dita “apresentadora fofoqueira“, e eles se orgulham deste título, fazer defesa deste sistema de tratamento psiquiátrico ao qual o Brasil já deveria ter banido de suas bulas a décadas, uma técnica que não tem comprovação cientifica alguma e isso nos leva a acreditar na irresponsabilidade destas pessoas que defendem bandeiras sem ao menos pesquisar sobre elas, ou mesmo entende-las.

download (15)

Se viva, a Doutora Nise da Silveira sofreria muito ao ver toda sua vida sendo convertida em palavras irresponsáveis lançadas ao ar, muito mais para credibilizar uma novela que atendeu apenas ao “deus mercado“.

Nise, durante toda vida, lutou contra os eletrochoques, as lobotomias e o sistema manicomial enclausurador, em sua época, desenvolveu várias técnicas de elevação da mente humana sem precisar de meios de castração, violentos ou martirizantes. E conseguiu vários bons resultados sendo reconhecida internacionalmente por suas pesquisas.

A Doutora Nise foi presa na ditadura Vargas, apenas por um agente ter “dito” encontrado um livro de Karl Marx embaixo de seu travesseiro.

Pela forma como anda a grande mídia burguesa atualmente, teremos que começar tudo novamente, como a 100 anos atras.

E que nasçam mais Doutoras Nise, com um profundo sentimento humanista, com muito amor pela humanidade.

Contra o “SISTEMA MANICOMIAL“.

*Alguns dos Maiores Desastres Ecológicos Envolvendo Empresas Internacionais

COMO PODEMOS PERCEBER, NENHUM GRANDE ACIDENTE ECOLÓGICO TEVE A PETROBRAS COMO RESPONSÁVEL PRIMEIRA, TODAS SÃO EMPRESAS OU ACIONISTAS DO DITO “PRIMEIRO MUNDO” OU OS PRÓPRIOS GOVERNOS:

*Vazamento de agrotóxicos em Bhopal, Índia (1984) –  Union Carbide Corporation

*Atlantic Empress, Tobago, Caribe (1979) – Aegean Captain e Atlantic Empress

5c26c45f-c45f-428d-896d-69315055ab85

*Acidente na usina nuclear de Tokaimura (1999) – JCO/Sumitomo

*Derramamento de petróleo do navio Exxon Valdez (1989) – Exxon 

Exxon_Valdez_09

*Derramamento tóxico de alumínio em Ajka, Hungria (2010) – Ajkai Timföldgyár

*Explosão da plataforma Deepwater Horizon, Golfo do México (2010) – British Petroleum

*Vazamento de gás (2015) Califórnia – Southern Califórnia Gas Company

7jan2016---vazamento-de-gas-na-california-e-um-desastre-ambiental-1452196549294_300x300 (1)

*Lake Perigneur, Los Angeles (1980) – Texaco

*Envenenamento das águas com mercúrio em Minamata, Japão (1954) – Chisso

*Falha do reator da usina nuclear Three Mile Island, EUA (1979) – Three Mile Island

15801243_303

*Ixtoc I, Campeche, Golfo do México (1979) – British Petroleum

*Catástrofe em Tobago/Caribe – (1979) – Exon

size_960_16_9_acidentepretoleo_460-jpg

*Nowruz, Irã, Golfo Pérsico (1983)

*Poço de petróleo Fergana Valley, Uzbequistão (1992) 

*Alexander Kielland, Noruega  (1980) – CFEM

d150300c01487ec7fbc4ee54ad9001b2

* Piper Alpha (1988) – Texaco

*Vale do Rio Doce (2015) – 46,5% são acionistas estadunidenses

*Chernobil (1986) – Estatal Russa

*Bombas de Hirochima e Nagasaki (1945) – Estados Unidos

download (13)

Umas das maiores conquistas da Petrobras, é o desenvolvimento da tecnologia de “prospecção em águas profundas“, patenteada pela  PETROBRAS “empresa do povo brasileiro“. Quem amanhã comprar a empresa, será dona desta tecnologia e o planeta que pague por uso destes royalties. Os capitalistas de Wall Street estão ansiosos por este dia. Um dos maiores e mais lucrativos investimentos de todos os tempos.

Luiz Inácio Lula da Silva continua preso e continuará. A casta podre golpista entreguista no Brasil sabe. Se Ele for eleito ele fará tudo para concretizar o “ato revogatório“. E isso, no entender destes bandidos não poderá acontecer, foi gasto muita energia e dinheiro para este golpe acontecer. 

Reverter o “golpe de entrega” com um “ato amplo revogatório” é ponto crucial para o verdadeiro “ser de esquerda” e um candidato que tenha pensamento em se eleger em 2018.

*Dezenas de Palestinos Perderam suas Vidas e o Mundo Covardemente se Cala

De: El Intransigente

EXCLUSIVO: DO EMBAIXADOR (HUSNI ABDEL WAHED) DA PALESTINA

Ele diz que franco-atiradores, estacionados na fronteira, atiraram a sangue frio e mataram paramédicos, crianças e jornalistas enquanto a filha de Trump abria a embaixada dos EUA em uma grande festa. (lembra Nero tocando lira enquanto as massas queimavam na Roma em chamas “Quo Vadis”).

"Há dezenas de palestinos que perderam suas vidas e não uma reação no mundo"

Por Leticia Martínez:

Na inauguração da transferência da Embaixada dos Estados Unidos de Tel Aviv para Jerusalém, o Exército israelense bombardeou e atacou com franco-atiradores a população que se manifestava em Gaza contra a instalação diplomática e matou 60 pessoas, e há mais de dois mil feridos.

Um dia sombrio para lembrar o 70º aniversário da criação do estado de Israel, mas para uma grande parte da população palestina foi o Nakba, (para o qual eles tiveram que deixar suas terras), Israel reprimiu as manifestações realizadas pelos palestinos em Gaza e na Cisjordânia. Dos 55 mortos, 10 eram crianças e 45 eram jornalistas e paramédicos, eles tinham idade média entre 18 e 35 anos.

“Os protestos foram em território palestino. Intencionalmente, as fatalidades ocorreram em Gaza porque é um dos objetivos da política israelense. Segundo Husni, o interesse de Israel seria tirar o foco sobre o que está acontecendo na Cisjordânia,  (a ideia de que a Cisjordânia, ‘incluindo Jerusalém Oriental’ faz parte de Israel, ‘imperialismo israelense’) , “disse o embaixador da Palestina em Israel, Husni Abdel Wahed , em diálogo com o Intransigente.

5177-2

A explosão da bomba fósforo branco. As conchas-utilizadas em Gaza constitui um crime de guerra de acordo com a Human Rights Watch.

Incorporando a Cisjordânia à Israel, o estado anexaria 5.640 quilômetros quadrados ao território israelense, Jerusalém oriental já foi anexada.

DdPfbyLW0AAXRnI

O que acontece em Jerusalém?

A disputa entre israelenses e palestinos em relação a Jerusalém baseia-se no fato de que a ONU estabeleceu na ‘partição‘, que a parte ocidental corresponderia a Israel, enquanto a parte oriental pertence a Palestina. Na Guerra dos Seis Dias, em 1967, Israel ocupou a parte que pertencia à Palestina.

Por essa razão, as embaixadas do resto do mundo estão localizadas na cidade israelense de Tel Aviv. Instalar a sede diplomática em Jerusalém, implica reconhecer essa cidade como a capital dos israelenses. 

Hoje – 14-05-2018 – a filha de Donald Trump, Ivanka, viajou a Jerusalém para participar da inauguração da embaixada que seu pai decidiu mudar de Tel Aviv para a cidade em disputa.

ivanka.trump_

Foto: Ivanka sorridente inaugura a embaixada estadunidense em Jerusalém

“Hoje, o irresponsável presidente dos EUA, Donald Trump, transferiu sua embaixada de Tel Aviv para Jerusalém”, disse o embaixador, lembrando que, desde 30 de março, atividades de protesto contra a ocupação são realizadas semanalmente nos territórios palestinos. “a marcha do retorno“, para o qual, eles pedem que aqueles que tiveram que deixar a terra em 1948 possam retornar.

Quanto ao abate cometido hoje por forças israelenses sobre a população, (manifestantes em Gaza e na Cisjordânia), o embaixador disse que o governo israelense já havia anunciado há algumas semanas, que iria colocar 100 franco-atiradores na fronteira com Gaza.

“Os franco-atiradores têm uma tarefa simples e única que é ‘caçar‘ seus alvos. Não era verdade que era para parar os manifestantes, porque, atiradores disparam de longa distância, sem corpo a corpo “, diz o diplomata sobre os assassinatos hoje, ele assegura que o numero de mortos pode ultrapassar os 60, por causa do número de feridos graves.

População

575fdeb5f1011-faixa-de-gaza

De acordo com dados oficiais palestinos, a população é dividida da seguinte forma: dois milhões e meio na Cisjordânia, um milhão e meio em território israelense e dois milhões em Gaza. Mas é um fato fundamental, e é isso que sempre dizem, que se estima que haja seis milhões de refugiados espalhados pelo mundo, especialmente nos países árabes da região.

Há um silêncio cúmplice da comunidade internacional e das organizações internacionais“, fazem parte do massacre que é cometido contra o povo palestino. “Quando um colono judeu perde a vida, todo mundo estremece e todos o condenam”. Apenas hoje há dezenas de palestinos que perderam suas vidas e não houve uma reação no mundo, reclamou o diplomata sobre a informação vinda da Palestina.

bomba-fosforo-branco-gaza

Foto: Conflito. As Crianças de Gaza e as Bombas de Fósforo Branco

Leia mais: http://forum.antinovaordemmundial.com/Topico-documentos-do-ex%C3%A9rcito-dos-eua-revelam-monsanto-ligada-%C3%A0-horr%C3%ADveis-armas#ixzz5FadOUAL3

Leia na íntegra: Dezenas de palestinos perderam a vida. Milhares de feridos

Leia também: O Paraguai transferirá sua embaixada em Israel para Jerusalém no final de maio. Isso acrescenta ao anúncio de Trump e à Guatemala, que já o fez

Leia também: Merkel: Os países da UE concordam que o acordo nuclear com o Irã “não é perfeito”. Mas devemos permanecer com o acordo

A HUMANIDADE APODRECEU MENTALMENTE, “QUO VADIS”, HOMENS QUEIMANDO HOMENS 

*A Rússia é a Última Esperança do Ocidente

Trump colocou a América no pior dos mundos possíveis

Por:  . Colunista do The Washington Post

Comentários de Victor Marakhovsk

A união acabou: Macron, Merkel e May traem Trump na guerra iraniana

No começo; o analista do O Washington Post afirma que a era da hegemonia americana acabou “é que nem todo mundo percebeu isso“.

A Europa ainda precisará de tempo para contornar as sanções dos EUA contra o Irã, escreve o jornal” Os estados árabes ainda precisarão de tempo para entender que agora não há necessidade de consultar os EUA antes da próxima guerra, a política econômica americana está tão ruim que o resto abandonou o dólar como moeda de reserva … “Mas, mais cedo ou mais tarde esse momento virá “.

Pelos padrões da história, observa a autora (a velha jornalista, especialista em “Rússia” e ganhadora do Prêmio Pulitzer), a hegemonia da América não durou muito. Começou em 1991 com o colapso da URSS, atingiu o pico em 2001 e depois, sob Bush e Andrew, afundou. Por quê? Porque a América “não investiu o suficiente” em seu “reino global“. Não invadiu o suficiente, não apoiou o bastante quem a apoiava em diferentes países, não investiu o suficiente na gestão da Europa.

A propósito, de acordo com a versão do WP, Trump, com seu desejo de “restaurar a hegemonia a baixo custo“, apenas acelerou o processo. Mas não começou com ele a decadência da hegemonia (império) – o processo já dura há muito tempo.

Isso é uma ameaça de guerra. Donald Trump rompeu um acordo nuclear com o Irã

Hoje os sinais de perda de poder são evidentes. Isso é especialmente sentido na Europa. Depois que os EUA se retiraram do acordo iraniano, o embaixador americano na Alemanha disse via Twitter: “Todas as empresas alemãs devem imediatamente restringir suas atividades no Irã“, a Alemanha (e a Europa em geral) em resposta começam a discutir como eles irão ignorar a ordem. E a população alemã escreve comentários insultuosos a “sua excelência o embaixador“.

E até mesmo um dos meios midiáticos mais pró-americanos na Alemanha , o Spiegel , escreve, fazendo esforço para se sentar em duas cadeiras (entre a cruz e a cadeirinha): “A Europa deve se esforçar para não provocar Washington. Ele (Trump) pode demonstrar ao Irã que poderá continuar as ações do acordo nuclear (extra oficialmente ?), e incentivar as pequenas empresas sem clientes norte-americanos para fazer negócios com o Irã (interesses do capital)”. Talvez a UE será capaz de encontrar formas de proteger as empresas, mais. <…>. 

Vingança européia

Na própria América, no entanto, eles não têm certeza de que, depois de Trump, a unidade do Ocidente será costurada. Precisamente porque Trump começou a desintegração do mundo ocidental. O Washington Post já havia escrito sobre a necessidade de “fortalecer a OTAN” e “investir na hegemonia americana” (sim, o mesmo fenômeno na mídia dos EUA é chamado de hegemonia, e na mídia européia – “unidade ocidental”) .

Em geral, hoje a questão é mais aguda do que nunca: o que pode salvar a união agora?

<…>

Continue lendo: Mídia européia: a Rússia foi a última esperança do Ocidente

Merkel pediu à Europa que pare de depender dos EUA

Continuando:.

O que é interessante aqui? O problema é que a “Rússia agressiva” não é o pais real conhecido no ocidente e sua imagem só faz sentido no modelo “americano” de visão do mundo. A Rússia agressiva tem uma lista clara de funções: para justificar os pagamentos europeus aos Estados Unidos (os interesses, inclusive protecionismo), o emprego de bases militares americanas na Europa e as invasões agressivas (periódicas) de relações públicas midiáticas aos políticos “pró-russos” (não-pró-americanos).

Ao mesmo tempo, sempre existiu na Rússia, paralelamente a esta Rússia fictícia mostrada no ocidente, uma realidade: um país forte, com muitos problemas próprios, que não quer lutar com a Europa, mas sim negociar.

Essa coexistência paralela das duas Russia’s (a mostrada no ocidente e a Russia real) levou a uma esquizofrenia específica. Os países da UE participam regularmente em convenções políticas “repelindo a ‘ameaça’ russa” – mas em paralelo expandiram a cooperação econômica com a Rússia ano após ano (antagonismo). Aqueles que levaram a “russofobia” política muito a sério, (Dois países foram particularmente distintos neste caso). A princípio, a liderança da Bulgária, que em 2014 se recusou a receber 400 milhões de dólares por ano, pelo trânsito do gás através da South Stream, mais tarde se mostrou favorável à Turquia e à Alemanha. E depois houve o épico presidente francês Holland, que terminou com sucesso o acordo com Mistral. Como resultado, a Rússia, como recordamos, recebeu a documentação completa sobre os porta-helicópteros franceses, bilhões de euros de compensação e um contrato de bilhões de dólares com o Egito para fornecer helicópteros. E a França, respectivamente, sofreu perdas financeiras e de imagem.

Trump deixará para a Rússia uma saída para o acordo com o Irã?

Mas agora a situação é diferente. A América, figurativamente falando, exige que todos os europeus sigam os búlgaros e holandeses em suas decisões no passado contra a Russia….> 

Este é um momento difícil para os políticos europeus e toda UE. Uma coisa é cuidar da ameaça russa enquanto a América paga por tudo. E é outra questão quando os EUA não paga, mas exige insistentemente dinheiro (para manter suas bases) e obediência.

A China comentou sobre a retirada dos EUA do acordo nuclear sobre o Irã

É claro que não devemos esperar que as elites europeias (quase inteiramente criadas no mundo da hegemonia americana) apenas aceitem e apresentem uma nova visão de mundo. Não, ao contrário, eles continuarão dentro da estrutura da velha ideologia, gradualmente trazendo a retórica de acordo com a realidade.

Haverá também apelos para enfrentar nossa ameaça, e garantias de lealdade a valores comuns, e apelos para sofrer enquanto Trump estiver na Casa Branca.

Entre o início da perestroica na URSS e o colapso do Pacto de Varsóvia, houve um bom tempo. Primeiro, os irmãos socialistas disseram durante este intervalo: Sobre a necessidade de construir o socialismo com uma face humana.

As vozes para construir um “novo Ocidente” (com um rosto europeu) já estão sendo ressonadas.

Leia na íntegra: Mídia européia: a Rússia foi a última esperança do Ocidente

Leia também: Trump colocou a América no pior dos mundos possíveis

*Potências do Eixo

Ou potências do aço, ou apenas aço.

De: Wikipédia a enciclopédia livre

As Potências do Eixo (em alemão: Achsenmächte, em italiano: Potenze dell’Asse, em japonês: 枢軸国 Sūjikukoku), também conhecidas como aliança do eixo, potências do aço, nações do eixo, aço ou apenas eixo, foram um dos adversários da Segunda Guerra Mundial. Seus inimigos eram as forças Aliadas. O Eixo (na concepção nazifascista) dizia-se parte de um processo que visava quebrar a hegemonia plutocrática-capitalista (NA REALIDADE O NAZIFASCISMO FOI CRIADO PELO CAPITALISMO PARA COMBATER O COMUNISMO, DIFERENTE DO QUE A PROPAGANDA NAZIFASCISTA DIFUNDIA) do ocidente e defender a civilização do comunismo.

O Eixo surgiu no Pacto Anticomintern, um tratado anticomunista assinado pela Alemanha e Japão em 1936. A Itália aderiu ao pacto em 1937. O “Eixo Roma–Berlim” tornou-se uma aliança militar em 1939 com o Pacto de Aço e integrou seus objetivos militares em 1940, com o Pacto Tripartite.

O Eixo atingiu o seu auge durante a Segunda Guerra Mundial, ocupando grande parte da Europa, África, Ásia e ilhas do oceano Pacífico. A guerra terminou em 1945, com a derrota do Eixo e dissolução da aliança. Assim como no caso dos Aliados, a constituição do Eixo foi fluída durante a guerra, com nações lutando ou não lutando ao longo das batalhas.

Leia na íntegra: Eixo 

SE NOTARMOS BEM, O NAZIFASCISMO FOI UMA CRIAÇÃO DO CAPITALISMO PARA COMBATER O COMUNISMO, TUDO A VER COM A SITUAÇÃO ATUAL MUNDIAL, TODA A ESTRUTURA MONTADA, O CAPITAL AGUARDA APENAS O MOMENTO EXATO PARA DAR O GOLPE FINAL.

PORQUE NÃO SE FALA NOS QUASE 28 MILHÕES DE SOVIÉTICOS QUE FORAM MORTOS NA SEGUNDA GUERRA ? A ESTRUTURA PARA UMA TERCEIRA GUERRA ESTA TODA MONTADA, APENAS AGUARDA O TOQUE DAS CORNETAS.

PORQUE NÃO SE COMENTA A BATALHA DE STALINGRADO ? FOI NESTA BATALHA QUE A ALEMANHA PERDEU A GUERRA.

OS ENSAIOS DE GUERRA QUE ACONTECEM ATUALMENTE NO ORIENTE MÉDIO, ASIA E INVASÕES NA AMÉRICA DO SUL DEVERIAM CRIAR UM ALERTA EM TODA A HUMANIDADE.

Leia também: Caças israelenses destroem uma planta elétrica na Faixa de Gaza

Leia também: Segunda guerra imperialista; 27 milhões de soviéticos martirizados pelos nazifascistas do eixo