*Alguns Assassinatos Políticos Ocorridos no Brasil Após o Golpe Neoliberal de 2016

A DIREITA NÃO BRINCA EM SERVIÇO

APÓS O GOLPE NEOLIBERAL DE 2016, CRIADO PELOS QUATRO PODERES, A DIREITA VOLTA A MATAR NO BRASIL

Abaixo alguns (não todos) crimes políticos ocorridos:

-10 trabalhadores rurais, 24-05-2017 – Redenção/Pará -Assassinados 1 mulher e 9 homens – 

-Raimundo Paulino da Silva Filho – Ourilândia do Norte – Para – Assassinado

-Rubens Moreno Rúbio Júnior, 28/06/2016 – Advogava para sem terra – Alta Floresta – MT – Assassinado

-Daniel Antônio Oliveira, 19 anos, filho do candidato a deputado federal José Carlos Oliveira (PT) – São José dos Pinhais – Paraná – Assassinado

-Clodiodi de Souza, 26 anos- agente de saúde Guarani Kaiowá – Reserva Indígena Tey Kue, em Carrapó/MS – Assassinado

José Roberto Soares Vieira, ex prefeito de Ourolandia – Bahia – Assassinado

-Lucas Gomes Arcanjo, 26/03/2016 – Policial civil – Denunciou corrupção no governo mineiro do PSDB – Assassinado

-Ademar Alves Siqueira, 53 anos – Produtor rural – Carlinda/MT – Assassinado

Matheus Bittencourt, 18 anos. Era DJ e participou de um ato por eleições diretas para presidente, em Maricá. Ele participava da roda cultural Darcy Ribeiro, realizada de quinze e quinze dias em Itaipuaçu. – Assassinado

-Marco Jonathan, 17 anos. Era dançarino e participou de projetos da Prefeitura. Ganhou o duelo do passinhos e se preparava para ser MC, com algumas músicas de rap prontas. – Assassinado

-Cássio Remis – Patrocínio – Minas Gerais – Assassinado

-Massacre em assentamento no Mato Grosso mata dez seres humanos, 21-04-2017 – Colniza/MT – Assassinados

-Mauro Miranda da Rocha – Nova Iguaçu – Rio de Janeiro – Assassinado

-Sávio Oliveira, 20 anos. Era compositor, produtor e mestre de cerimônia das batalhas de rimas, estava gravando um CD de hip hop com os amigos ligados ao movimento. O Sávio foi mestre de cerimonia da Roda Cultural no ato contra a condenação do Lula no Circo Voador. – Assassinado

-Lourinaldo Miguel de Sobral – PSB – Lagedo – Bahia – Assassinado

-Matheus Baraúna, 16 anos. Era membro da Nação Hip Hop e, junto com Marco Jonathan e Patrick da Silva, faziam parte da Roda do Bronx, que era no Condomínio Carlos Marighella. A roda era direcionada às crianças com idades de entre 8 e 10 anos. – Assassinado

-Sinval Alves Siqueira 53 anos – Produtor rural – 16/07/2017 – Carlinda/MT – Assassinado

-Patrick da Silva. Membro da Roda Cultural do Bronx, no Conjunto Habitacional Carlos Marighella. Envolvido em projetos de hip hop na cidade. – Assassinado

-Anderson Pedro Gomes, 15/06/2018 –  Motorista de Marielle Franco – Assassinado
-Paulo Sérgio Almeida Nascimento, 13/03/2018 – líder comunitário no Pará – Assassinado
-Márcio Oliveira Matos, 26/01/2018 – líder do MST na Bahia – Assassinado
-Leandro altenir Ribeiro Ribas, 19/01/2018 – Líder Comunitário no RS – Assassinado
-Jefferson Marcelo, 04/01/2018, Líder comunitário no RJ – Assassinado
-Carlos Antonio dos Santos (carlão), 08/02/2018 – Líder movimento agrário Mato Grosso – Assassinado
-José Raimundo da Mota de Souza Júnior 13/07/2017 – Líder quilombola/MST Bahia – Assassinado
-Eraldo Lima Costa e Silva, 20/06/2017 – Líder MST Recife – Assassinado
-George de Andrade Lima Rodrigues, 23/02/2018 – Líder comunitário Recife – Assassinado
-Luís César Santiago da Silva (“cabeça do povo”), 15/04/2017 – Líder sindical Ceará – Assassinado
-José Bernardo da Silva, 27/04/2016 – Líder do MST Pernambuco – Assassinado
-Paulo Sérgio Santos, 08/07/2014 – Líder quilombola na Bahia – Assassinado
-Assassinado Rosenildo Pereira de Almeida (Negão), 08/07/2017 – Líder comunitário/MST
-Jairo Feitosa Pereira – Agricultor – Desaparecido 
-Jair Cleber dos Santos, 24/09/2017 – líder movimento agrário Pará – Assassinado
Simeão Vilhalva Cristiano Navarro, 01/09/2015 – líder indígena Mato Grosso – -Assassinado
-Fabio Gabriel Pacifico dos Santos (binho dos palmares), 19/09/2017 – Líder quilombola Bahia – Assassinado
-Valdenir Juventino Izidoro, (lobo), 04/06/2017 – líder camponês Rondônia – Assassinado
-Marinalva Silva de Souza – Agricultora – Desaparecida
-Almir Silva dos Santos, 08/07/2016 – líder comunitário no Maranhão – Assassinado
-José Conceição Pereira, 14/04/2016 – Líder comunitário Maranhão – Assassinado
-Flávio Lima de Souza – Agricultor – Desaparecido
-Waldomiro Costa Pereira, 20/03/2017 – Líder MST Pará – Assassinado
-Valdemir Resplandes, 09/01/2018 – líder MST Pará – Assassinado
-Clodoaldo dos Santos, 15/12/2017 – líder sindicalista sindipetro RJ – Assassinado
-João Natalício Xukuru-Kariri, 19/10/2016 – líder indígena Alagoas – Assassinado
-Edmilson Alves da Silva, 16/02/2016 – Líder comunitário alagoas – Assassinado
-Marielle Franco. 14/03/2018, Vereadora pelo PSOL, Socióloga e ativista politica – Assassinada.
-Cristiana Ferreira – Modelo mineira – Assassinada por envolvimento em corrupção no PSDB mineiro

-Antônio Isídio Pereira, Líder comunitário – Assassinado

Ler mais: Golpe promove um banho de sangue

Leia também: De Edson a Marielle. Cinquenta anos de assassinatos políticos

Ler mais: Comitê revela que 62 defensores de direitos humanos foram mortos nos 8 primeiro meses de 2017 no Brasil

Ler mais: 5 – Assassinados em Maricá davam aulas para crianças

Leia também: Padre Amaro e padre Lancellotti poderão ser as próximas vitimas 

Leia também: 2016 tem aumento de 232% na expulsão de famílias do campo. Relatório da CPT aponta papel do latifúndio e do agronegócio nos despejos