*Matar Feministas: é Assim que Alguns fãs do Videogame mais Vendido se Divertem

FEMINISTAS DE TODO O PLANETA: UNI-VOS

Do: ABC

A Rockstar, desenvolvedora do “Red Dead Redemption 2”, já recebeu inúmeras críticas pela violência explícita ou tratamento de personagens femininas em títulos como a saga “Grand Theft Auto”

Quadro do vídeo que, após se tornar viral, deletou o usuário e em que essas cenas de violência foram vistas

Ele foi colocado à venda há apenas algumas semanas, mas já está dando muito o que falar. E não só porque arrecadou 635 milhões de euros em apenas três dias. Jogadores ‘Red Dead Redemption 2 » muito satisfeitos com esta nova versão e, embora o universo do jogo é vasto e cheio de tarefas, alguns deles decidiram registrado como alavanca para torturar e matar as sufragistas que vivem no jogo.

A segunda parte de “Red Dead Redemption” apresenta um enredo diferente, que deixa para trás o personagem de John Marston para mergulhar no bandido Arthur Morgan e banda de Van der Linde. Seu objetivo, atacar, lutar e roubar para sobreviver no seu caminho através do vasto e difícil coração da América.

Neste universo criado pela Rockstar Games e ambientado em 1899, as mulheres “suffragettes” aparecem como parte integrante da trama, embora o movimento só tenha se desenvolvido alguns anos depois. A Rockstar levanta missões para proteger os manifestantes das agressões que sofreram em plena luz do dia, mas alguns jogadores, no entanto, transformaram a trama que procura tornar visível a sua luta e aproveitá-la para torturá-las e matá-las. Vários que compartilharam no “YouTube” estas “aventuras” torturando as sufragistas , símbolo da luta das mulheres em um momento em que elas eram silenciadas, subjugadas, como aconteceu no século XIX, elas foram agredidas e humilhadas .

Você pensa que é so este game que virtualmente assassina mulheres ou LGBT+, em um game nacional jair bolsonaro assassina LGBTs+ e este é o premio, ganha quem matar mais:

Capa do game: Racista até  cerne

Resumo: bolsonaro tem a missão de matar gays, negros e mulheres em jogo virtual. O jogo “Bolsomito 2k18” está na plataforma Steam, que é especializada em games, e figura na lista dos mais vendidos atualmente.

As críticas feitas por usuários sobre o game são classificadas como “Muito positivas” pela plataforma. A maioria das pessoas apenas reclama da jogabilidade, elogiando a ideia e dizendo que a proposta é muito engraçada.

(foto: Reprodução/Steam)

Start-up desenvolve jogo em que ‘Bolsomito’ ganha pontos ao matar minorias

O jogo foi desenvolvido por uma startup chamada BS Studios, que não quis se pronunciar sobre a questão segundo o Correio Braziliense.

Em resposta a um usuário que reclamou de aspectos técnicos do game, o desenvolvedor – identificado apenas como Xahdy – disse que ele e sua equipe estão trabalhando em melhorias.

Quer enviar seu recado para a  Rockstar Games este é Twitter oficial deles: https://twitter.com/RockstarGames?lang=pt-br

QUEM FORAM AS SUFRAGISTAS NA VIDA REAL ?

Reprodução Instagram / Women Alliance

Reprodução Instagram / Women Alliance (/)

O movimento das sufragistas na Inglaterra teve início em 1897 com a criação da “National Union of Women’s Suffrage Societies” – NUWSS (União Nacional das Sociedades de Mulheres Sufragistas), mas a inquietação das mulheres pela busca por direitos já vinha desde 1792. Naquele ano, a britânica Mary Wollenstonecraft (mais conhecida como Mary Shelley, a autora de Frankenstein) foi pioneira ao lançar um livro sobre direitos femininos, intitulado “Uma Reivindicação pelos Direitos da Mulher”.

Resultado de imagem para National Union of Women’s Suffrage Societies

Em 1904, lideranças femininas ao redor do planeta já estavam motivadas pela causa e naquele ano foi lançada a “International Woman Suffrage Alliance” (Aliança Internacional das Mulheres Sufragistas). Essa instituição existe até hoje, mas seu nome passou a ser “International Alliance of Women” (Aliança Internacional da Mulher).

Se você mulher tem direito a opinar através das urnas ou muitos outros direitos, dê graças a estas guerreiras também.

download (64)

Imagem: Mary Wollenstonecraft

Por incrível que pareça, existem dois países no mundo onde mulheres não podem votar: a Arabia Saudita e o Vaticano. Assim, são relegadas ao segundo plano politico

Arte gráfica creditada ao: Le Monde

Fontes:

macho do seculo 21

parliament 

wikipédia

m de mulher

Mary Wollstonecraft

Mulheres na política: a desigualdade persiste

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s