*Grupos Evangélicos são a Nova Arma dos EUA Usadas Para Golpes na América Latina

Do: Conclusion

O filósofo e teólogo Enrique Dussel argumenta que os Estados Unidos promovem uma “guerra santa” para causar derrubadas na região. “Propõe-se que o homem deixe seus costumes ancestrais e pretenda trabalhar e entrar na sociedade consumista capitalista burguesa”, refletiu.

Não há ferramentas intelectuais suficientes para analisar a guerra santa que os Estados Unidos estão usando para sustentar golpes nos países da América Latina. Assim, a tese de Enrique Dussel, acadêmico, filósofo, historiador e teólogo, pode ser resumida ao analisar a derrubada de Evo Morales na Bolívia e o cenário político regional.

Entrevistado pela jornalista mexicana Carmen Aristegui e replicado pelo portal Explicit, Dussel lembrou que “a Bolívia era o país mais pobre junto com o Haiti e aumentou sua porcentagem de riqueza como nenhum outro. Ninguém poderia esperar uma reação lá. Uma primeira questão é como um setor de classe reage à situação de pobreza e, graças aos governos progressistas, entra na classe média. Eles têm outras aspirações que não devem sair da pobreza. Há uma mudança na subjetividade. É passado à subjetividade consumista que acredita que certos projetos de direita poderiam resolver suas novas aspirações ”.

“Católicos vs. evangélicos ”

O teólogo acrescentou que “aqueles que saíram da pobreza na Bolívia são sujeitos que acabam aspirando a ser um consumista neoliberal. E chega um fator: em um golpe de estado como o do militar chileno Augusto Pinochet, aqueles que lideraram esse processo, o mesmo com os militares argentinos, disseram que tinham que afirmar a civilização cristã ocidental de direita contra o comunismo “.

“Um novo fenômeno são as igrejas evangélicas que apoiam o processo brasileiro e na Bolívia, com um homem selvagem como (Luis Fernando) Camacho, que diz algo essencial:« Vamos tirar o Pachamama de lugares públicos e vamos impor a Bíblia ». Mas essa bíblia não é católica, é a dos grupos evangélicos. Considera a cultura popular dos povos nativos um paganismo horrível que o cristianismo deve substituir o rajatabla.

É uma bíblia evangélica que vem de seitas americanas que muda a subjetividade. Propõe-se que o homem deixe seus costumes ancestrais, deixe a embriaguez e pretenda trabalhar e entrar na sociedade consumista capitalista burguesa ”, disse Dussel.

Além disso, o racismo

Além desses fatores, Russel ressalta que “na Bolívia há uma brancura, por um lado, a meta que despreza os indígenas, os cholas, que esta brancura alcança com a doutrina da OEA (seu secretário-geral Luis Almagro). Isso fornece uma visão geral da América Latina que deve ser abordada com muita seriedade”.

“As tradições aimara, que também foram influenciadas por cinco séculos de catolicismo, agora são confrontadas com evangélicos. Será um tipo de luta religiosa, mas isso é essencialmente político. Isso explica outra coisa: a teologia da libertação, que é cristã, mas confia nos pobres contra os ricos. “Bem-aventurados os pobres, malditos os ricos.” Isso é revertido em grupos evangélicos. Isso supõe toda uma revisão histórica teórica de que a esquerda não está acostumada, porque propôs o ateísmo como uma condição de transformação. O indígena foi confrontado e, como ele possuía todo o seu status religioso, ele não sabia como tratá-lo e o rejeitou. E agora temos que assumi-lo e enfrentá-lo para um evangelismo pró-americano. ”

Evangélicos e a OEA

Os evangélicos, (Dussel ressalta), “fazem sentido:” Deixe todos esses costumes desastrosos, torne-se um homem austero, trabalhador e bem organizado, e você sairá da pobreza porque Deus os abençoará com riquezas aceitáveis ​​”. A riqueza é considerada no Calvinismo antigo como uma bênção de Deus. Pachamama é a origem da pobreza. ”

“Essa bíblia reinterpretada de um homem americano moderno é a origem da possibilidade de uma nova Bíblia, usada hoje pela OEA e a nova política americana que está se retirando do Oriente Médio. Eles haviam se mudado da América Latina, mas como no Iraque e no Irã foram derrotados, retornam à América Latina e querem recuperá-lo. Os métodos foram sutis, mas voltamos ao golpe de estado – concluiu Dussel.

Enrique Dussel

Enrique Domingo Dussel Ambrosini (n. 24 de dezembro de 1934, departamento de La Paz, província de Mendoza, Argentina) é um acadêmico, filósofo, historiador e teólogo de origem argentina, naturalizado mexicano. Foi reitor interino da Universidade Autônoma da Cidade do México.

Enrique Dussel é reconhecido internacionalmente por seu trabalho nas áreas de Ética, Filosofia Política, Filosofia Latino-Americana e, em particular, por ser um dos fundadores da Filosofia da Libertação, corrente de pensamento da qual é arquiteto, tendo sido também um dos iniciadores da teologia da libertação. Seu vasto conhecimento em Filosofia, Política, História e Religião, incorporado em mais de 50 livros e mais de 400 artigos – muitos deles traduzidos em mais de seis idiomas – faz dele um dos pensadores filosóficos mais prestigiados do século XX, que contribuiu na construção de uma filosofia comprometida. Ele criticou a modernidade, apelando para um “novo” momento chamado transmodernidade. Ele também criticou helenocentrismo, eurocentrismo e ocidentalismo. Defenda a posição filosófica denominada “descolonização do turno” ou “descolonização do turno”. Pesquisador Emérito Nacional

Leia na íntegra: Enrique Dussel: Grupos evangélicos são a nova arma dos EUA pelos golpes na América Latina

angeli

Imagem: Arte de Angelí

Leia também; Como os evangélicos garantiram a vitória de Adolf Hitler na Alemanha

Angola e o que acontece:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Trincheira Muda Mais

Trincheira de resistência à censura imposta ao site Muda Mais

Resenha, artigo, texto...

Valter Bitencourt Júnior, blogueiro, poeta e escritor de Salvador, Bahia, Brasil.

Gustavo Horta

Compartilhando os ensinamentos que a vida me oferece gentilmente. Ou não.

bloglimpinhoecheiroso

O Limpinho & Cheiroso é um blog independente e transparente, que tem a pretensão de replicar as principais notícias publicadas em sítios confiáveis, além de dar seus pitacos.

radio o proletário

Comuna Libertária - Palavra Libertária

ACÇÃO POPULAR LIBERTÁRIA

ACÇÃO POPULAR LIBERTÁRIA

Paulinemcg's Blog

A great WordPress.com site

ALMA

Aliança Libertária Meio Ambiente - Coletivo Alma

Mutualismo

Autogestão & Contra-Economia

A IDEIA

Revista de Cultura Libertária

Liga-rj

Liga Anarquista no Rio de Janeiro / Associada a IFA

Portal Anarquista

pelo apoio mútuo e pela autogestão

%d blogueiros gostam disto: