*30 Anos sem Sankara

thomas sankara . Enquanto os revolucionários como indivíduos podem ser assassinados, você não pode matar idéias

“Enquanto os revolucionários como indivíduos podem ser assassinados, você não pode matar idéias”

… Thomas Isidore Noël Sankara (21 de dezembro de 1949 – 15 de outubro de 1987) declarou uma semana antes de seu assassinato. Foi um capitão militar burkinabé, revolucionário marxista, teórico pan-africanista e presidente do Burkina Faso de 1983 a 1987. Visto como uma figura de revolução carismática e icônica, ele é comumente chamado de “Che Guevara da África”.

Suas citações e iniciativas são lembradas em todo o mundo, aqui apresentamos a campanha informativa da AfricAveniruma organização não governamental e sem fins lucrativos envolvida em educação política e divulgação de informações tanto na África como na Europa. Sua seção principal foi fundada em Douala, Camarões, por Prince Kum ‘a Ndumbe III em 1985, enquanto a seção alemã foi fundada em 2000 durante seu exílio em Berlim, Alemanha. Desde 2007, AfricAvenir também está presente em Windhoek, na Namíbia e em 2012, outra seção foi fundada em Cotonou / Calavi, Benin.

A coragem de inventar o futuro: Campanha pública com motivo do 25º aniversário do assassinato de Thomas Sankara

Em 15 de outubro de 1987, o presidente do Burkina Faso Thomas Sankara foi assassinado em um golpe de estado.Ele era um político de virtudes excepcionais , e uma pessoa de integridade e sinceridade . Por ocasião do 25º aniversário de sua morte AfricAvenir organiza uma série de eventos e uma campanha pública que aborda seu impacto na política, economia e sociedade. Como praticamente nenhum outro, Thomas Sankara foi exemplar para demonstrar a possibilidade da África de se desenvolver por meio de seus próprios esforços . | + | Mais informações

Série de eventos e Campanha na ocasião do 25º aniversário do assassinato de Thomas Sankara – Ícone da luta de libertação africana contra neocolonialismo e imperialismo

Ler na íntegra: 30. aniversário de Sankara

Ler também: Quando Você Mata dez Milhões Africanos, Você não é Chamado de “Hitler

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s